Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

coruche à mão

preservar memória / criar valor

coruche à mão

preservar memória / criar valor

GASTRONOMIA

 TOMATE

Conforme referido em posts anteriores no âmbito da gastronomia, é meu objetivo  publicar algumas receitas da brochura/opúsculo editada pela Associação para o Estudo e Defesa do Património Cultural e Natural do Concelho de Coruche, em 1993, intitulada “Comeres de Coruche”.

Agora publico uma receita de sopa de tomate, contudo, vou colocar alguma informação associada ao tomate e contextualiza-la em terras do Vale do Sorraia, considerando tratar-se de  uma cultura com muita expressão.

FCMC-d-04782_1996.jpgFoto: Arquivo da Câmara Municipal de Coruche (1996)

 

 O Tomate é o fruto do tomateiro - Solanum lycopersicum.

tomate_rosii_boanoticia_com.jpg

 Fonte Web

As espécies são originárias das Américas Central e do Sul. A sua utilização como alimentos teve origem no México espalhando-se por todo o mundo depois da colonização das Américas pelos europeus.

Após a colonização espanhola das Américas, o  tomate foi distribuído ao longo de suas colónias no Caribe, foi, igualmente, levada para as Filipinas, de onde se espalhou para o sudeste da Ásia e, em seguida, todo o continente asiático. O tomate desenvolveu-se facilmente em climas mediterrânicos, o seu e cultivo começou em 1540.

Provavelmente o seu consumo ocorreu logo após ter sido introduzido, e foi certamente  utilizado como alimento no início do século XVII em Espanha. O mais antigo livro com receitas de tomate foi publicado em Nápoles em 1692, embora o autor tinha aparentemente obtido estas receitas a partir de fontes espanholas. Em  Itália, como Florença, no entanto, o tomate foi usado apenas como uma tabletop decoração antes de ser incorporada a cozinha local no final dos anos XVII ou início do século XVIII.

 As plantas crescem tipicamente em altura,  desenvolvendo hastes fracas que se estendem sobre o chão ou trepam . É uma planta perene no seu habitat nativo, embora seja muitas vezes cultivada em climas temperados. Um tomate comum médio pesa cerca de 100 gramas (4 oz).

Características:

O tomateiro é uma planta espermatófita. Trata-se de um frutos, uma vez que é o produto do desenvolvimento do ovário e do óvulo da flor, formando o pericarpo e as sementes, respetivamente, após a fecundação.

O tomate é rico em licopeno e contém vitamina C.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Tomate

 

Existem alguns tipos de tomate, como por exemplo:

Tomate coração de boi;

Tomate xuxa;

Tomate cereja;

Tomate maçã.

 

Relativamente às cores do tomate, para além do vermelho, mais comum, existem outras cores como o amarelo, rosa, branco, verde ou laranja.. Por exemplo, alguns tomates amarelos têm um sabor suave, doce e com baixo teor de ácido.

Fonte:http://www.plantarportugal.org/index.php/horticultura/1167-plantar-tomates.html#sthash.2PFOYiYM.dpuf

 

Como plantar tomate:

Há diversas variedades de tomateiro, com coloração, tamanhos e formatos diferentes. molhos. 
As temperaturas mais indicadas para o cultivo do tomateiro são as noturnas moderadas, entre 15 e 19 ºC, e ,durante o dia, as que se mantêm na faixa de 19 a 24ºC. No entanto, a planta também tem bom desenvolvimento em áreas de clima tropical de altitude – acima de 800 metros –, subtropical e temperado.

As plantas são produzidas a partir de sementes colocadas em células de bandejas de isopor, preenchidas com substrato. Os materiais e produtos utilizados nessa etapa inicial podem ser comprados em lojas especializadas. Faça irrigações diárias nas plantas, sem excesso de água.
Assim que as plnatas contarem com quatro ou cinco folhas ou atingirem de sete a dez centímetros de altura, estão prontas para o transplante. Na escolha do local definitivo, dê preferência a ambientes ensolarados, para que o tomateiro não fique fino e quebradiço. A cultura se dá bem em solos areno-argilosos, permeáveis e bem drenados.

O tomateiro de porte indeterminado precisa ser tutorado para assegurar seu desenvolvimento. Use varas de bambu ou de madeira na medida de dois metros de altura. Ao amarrar os suportes em cada planta, não aperte muito as hastes. Variedades do tipo “meia-estaca” podem ser conduzidas usando estruturas mais simples como os fitilhos, enquanto para processamento industrial as indicadas são as rasteiras, em contato direto com o solo ou sob cobertura vegetal ou plástica. 

Entre plantas, a recomendação é de 50 a 60 centímetros e, entre os sulcos, de um a 1,20 metro. Uma dica para um crescimento mais vigoroso do tomateiro é combinar o cultivo com ervas aromáticas.

O tomate não precisa estar maduro para a colheita, que, em geral, inicia-se de 90 a 100 dias após a realização do transplante. Fora do pé, o fruto ainda continua a amadurecer. 

Fonte: http://revistagloborural.globo.com/Revista/Common/0,,EMI222661-18293,00-COMO+PLANTAR+TOMATES.html

 

Sopa de Tomate

1 kg de Tomate

Um pouco de Azeite

2 fatias de toucinho

2 fatias de toucinho entremeado

4 cebolas

250 g de pão torrado

1 ramo de salsa

1 litro de água

Sal

 

Cortam-se cebolas às rodelas finas e o toucinho em pedaços.

Pelam-se os tomates e tiram-se-lhes as sementes. Coloca-se tudo num tacho com azeite e salsa. Ferve-se  10 a 12 minutos em lume brando. Junta-se a água e o sal, deixa-se ferver.

Depois de pronta serve-se com quadradinhos de pão torrado.

In: “Comeres de Coruche”, Associação para o Estudo e Defesa do Património Cultural e Natural do Concelho de Coruche, 1993, pág. 13

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.