Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

coruche à mão

preservar memória / criar valor

coruche à mão

preservar memória / criar valor

PAPEL – FIGURADO, FLORES DE PAPEL, ENCADERNAÇÃO

As festas em honra de Nª Srª do Castelo - Padroeira de Coruche estão muito próximas, a minha memória leva-me para os anos 70, período em que o figurado de Alberto Potier era exposto nas montras do comércio na vila de Coruche.

Há cerca de cinco anos algumas das peças foram restauradas, no âmbito do meu livro Mãos com Alma,  fazem parte do acervo do museu municipal de Coruche, contudo, estão encaixotadas. Assumo que gosto imenso das peças referidas neste post, pela sua plasticidade, escala, detalhe...

 

 Esquisso biográfico

Alberto George Potier nasceu no século XIX, 1880, em Santa Catarina, Lisboa, filho de Augusto Potier e de Elizabeth George; teve três casamentos e dez filhos, seis do primeiro matrimónio e quatro da terceira relação.

Alberto Potier foi engenheiro Civil,  viveu alguns anos em Bragança / Mirandela, tendo exercido funções na CUF e Junta Autonoma das Estrada e sido, também, proprietário de uma fábrica de brinquedos em pasta de papel, em Lisboa.

O seu vínculo a Coruche deve-se ao primeiro casamento com Cristina Júlia de Menezes Alarcão. Por impulso iniciou a produção de miniaturas em pasta de papel, figuras (imitação do real) relacionadas com a atividade agrícola de Coruche (campinos, toiros, trabalhadores rurais em atividade).

Algumas peças produzidas por Alberto Potier, estiveram integradas na exposição do Museu do Brinquedo, Sintra, encerrado há relativamente pouco tempo, e também têm sido objeto de investigação por parte do prof. Manuel Miranda. 

Fontes:

Fatela, Paulo – Mão com Alma, artes e ofícios tradicionais em Coruche, edição Associação da Charneca Ribatejana, 2014, pág. 10, 146, 147.

Informações prestadas pelo sr. José Manuel de Sousa Potier, neto de Alberto George Potier (comentário do presente post)

 

 

DSC_0312.jpgTitulo: "Um lavrador"

Material: Pasta de papel

Dimensões: alt. 0.21m x comp. 0.20m x larg. 0.07m

Créditos fotográficos: João Costa Pereira

DSC_0310.jpg

Titulo: "Moda polquiada"

Material: Pasta de papel

Dimensões: alt. 0.14m, diâmetro: 0.34m

Créditos fotográficos: João Costa Pereira

 

DSC_0302.jpg

Titulo: "Eia toiro lindo!!! - 1954"

Material: Pasta de papel

Dimensões: alt. 0.16m x comp. 1.02m x larg. 0.17m

Créditos fotográficos: João Costa PereiraDSC_0304.jpg

Titulo: " A volta do casamento" - 1958

Material: Pasta de papel

Dimensões: alt. 0.20m x comp. 0.40m x larg. 0.16m

Créditos fotográficos: João Costa Pereira

 

 

 

2 comentários

Comentar post