Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

coruche à mão

preservar memória / criar valor

coruche à mão

preservar memória / criar valor

Justificação

Coruche à Mão é um blog onde pretendo abordar assuntos e criar dinâmicas associados às artes e ofícios tradicionais em Coruche que nos reportam para atividades do passado, mas que podem e devem alavancar o presente e o futuro.

Irei publicar posts tendo como ponto de partida alguns livros de autores de Coruche e/ou com ligação a Coruche, nomeadamente:

 

Mãos com Alma – artes e ofícios tradicionais de Coruche - Fatela, Paulo – Associação para a Promoção Rural da Charneca Ribatejana - 2014

A Madeira em Coruche - Cravidão, João – Museu Municipal de Coruche - 2015

Comeres de Coruche  - Associação para o Estudo e Defesa do Património Natural e Cultural de Coruche - 1998

Coruche à Mesa e outros Manjares - Labaredas, José - Assírios & Alvim -1993

Portas e Janelas de Coruche - Associação para o Estudo e Defesa do Património Natural e Cultural de Coruche - 1998

O que dizem as casas  - Janeiro, Carlos -  Museu Municipal de Coruche - 2006

O rio Sorraia e Coruche - Bento, Heraldo - Câmara Municipal de Coruche - 2002

Vasgas Leves - Rostos do Rio - Catálogo - Câmara Municipal de Coruche - 2003

 

A intenção, também é registar o saber fazer...

 

Noticiar eventos, relevantes à divulgação e promoção das artes e ofícios em Coruche.

 

O ponto de partida será o livro “Mãos com Alma – artes e ofícios tradicionais de Coruche”, cujo lançamento aconteceu em 01/02/2015 e que deu lugar, igualmente a uma exposição na galeria municipal, com o mesmo nomenclatura.

  

DSC08998.JPG

DSC08970.JPG

DSC09028.JPG

DSC09035.JPG

DSC09043.JPG

DSC09044.JPG

DSC09084.JPG

 Fotografias: Arquivo Municipal da Câmara Municipal de Coruche 

 

Mãos com Alma é um livro em que esteve subjacente a inventariação de artesãos / artífices, desde finais do séc. XIX até  à  atualidade, reportando  notas biográficas dos visados, curiosidades sobre a temática e registos fotográficos que resultaram da colaboração de sete fotógrafos,  na dicotomia da arte pela arte.

 

O 1º post sobre a matéria que me proponho desenvolver, acontecerá em Janeiro de 2016.

Até breve.

Paulo Fatela